Sozinha mundo afora

Para mulheres que viajam sozinhas

Ilha de Páscoa – Rapanui Style

Acredito que parte da mágica da ilha sejam seus habitantes, os Rapanui.
Eles são muito bonitos. Tanto mulheres, como homens, crianças e até os idosos têm uma energia boa. Acho que o mais chama atenção são os olhos. Eles têm um olhar doce, calmo, e um sorriso sereno. Eles não tem aquele andar apressado que estamos acostumados a ver nas cidades, eles têm um ritmo próprio, um jeito bonito de andar e olhar de cuidar das crianças… é gostoso observá-los. Mesmo!.

Conheci poucos rapanui, o guardião do Tongariki,que já falei a respeito, uma senhora que me ensinou algumas frases em rapanui, a recepcionista do museu, a professora de dança, que já havia morado no Brasil e achava os homens brasileiros muitos gostosos (ela revirou os olhos e fez cara de prazer quando disse essa frase rsrs)… Um dia eu fui parar na casa de um artesão. Ele falava inglês, espanhol e rapanui. Ele me deixou fotografar seu ateliê, e esculpiu um moai de madeira para mim. O rosto dele me lembrava o formato dos moais e foi a pessoa mais… não sei, magnetica que eu conheci, ele tinha alguma coisa que me dava um pouco de medo, mas o trabalho dele era muito bonito. Acabei comprando uma máscara, depois de barganhar um pouco no preço. Ele queria 20.000 mas acabou ficando por 10.000 e ainda levei o moai como “regalo”.

dsc02811-800x600

Os cachorros da ilha também são um mistério.
São muitos! Cães perdidos, que parecem não ter dono, como se tivessem sido abandonados. Alguns vemos com coleiras andando sozinhos pelas ruas, outros não tem identificação nenhuma. O que me chamou a atenção é que esses cães são muito dóceis. Não vi nenhum animal arredio, brigando entre si, latindo, ladrando ou colocando alguém em perigo. São cães de todos os tamanhos e todos bonzinhos. Eu não acordei uma única manhã com latidos de cães.
E eles nos seguem pelos lugares. Vários deles me seguiram, foram comigo pelo caminho enquanto eu tirava fotos em algum ahu, ou caminhava pela praia, ou fazia hiking em teravaka. E quando eles têm a nossa atenção, eles abaixam a cabeça, esperando o carinho, super submissos.

dsc03044-800x600

A musica, ah! A musica! Um ritmo gostoso de ouvir, que lembra a dança deles, que é parecida com o remexer dos quadris que vemos em filmes havaianos. Aliás, falando nisso, eu tive aulas de dança rapanui. É bem difícil! Quando a professora soube que eu era brasileira já foi logo falando que para mim seria fácil porque brasileiro tem o gingado e quando eu errava ela dizia “mas que brasileira é essa! Solta esse quadril” e todo mundo me olhava e eu ficava super envergonhada. Estereótipos! No hostel onde eu fiquei, no taxi que paguei para fazer passeios e em alguns restaurantes, sempre escutava a musica. Envolvente, gostosa, ritmada, que faz o quadril mexer suavemente e redondo. Era bem boa a musica, teria trazido vários CD’s se não custassem coisa de 50 reais cada.

rn-02542-614x800

A comida. Ah! A comida! Comi peixe todos os dias que lá fiquei, porque o peixe da ilha é maravilhoso. É suave, fresco e tem um sabor impressionante, dá vontade de suspirar cada vez que dá uma garfada. Comida é cara, mas é tão boa!

dsc03099-800x600

Quando eu pesquisava na internet sobre a ilha, li vários depoimentos que três dias eram suficientes para conhecer a ilha. Tenho que discordar. Três dias são suficientes para sair feito doido tirando foto de monumento. Mas para sentir o ritmo,ver as pessoas, se envolver um pouco com os locais, sentir a mágica, provar os sabores… Uma semana que eu fiquei foi absurdamente pouco. Quero voltar, preciso de mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 26 de junho de 2013 por em Ilha de Pascoa - Chile e marcado , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: