Sozinha mundo afora

Para mulheres que viajam sozinhas

Primeiro dia no deserto do atacama

Cá estou para minha próxima (se deus quiser) maravilhosa aventura.
Sai de Santiago as 10 da manha numa manhã linda de sol e céu de brigadeiro. Sentei na frente no avião e foi a melhor coisa! Na frente a gente não sente quase nada do chacoalho do avião, e nem fica vendo a asa.
Sobrevoamos a cordilheira completamente sem neve e foi lindo de ver. A cordilheira é linda com ou sem neve.
Cheguei em Calama as 12h45 e até pegar mala e acertar com a van, a van sair e tudo mais, era mais de 13h30. Cheguei no hostel quase 15h00.
Praticamente um dia perdido.
Calama é uma cidade de mineiros, pelo que eu notei. O Motorista da van me disse que a maior mina de cobre a céu aberto do mundo fica lá, e que podemos visitar mediante marcar com antecedência.
A parte da cidade que eu vi parecia uma coisa provisória, as casas pareciam dormitórios mesmo, tipo, só para os mineiros dormirem, mas isso, claro, foi só minha primeira impressão, não sei nada do lugar. Reparei que muitas casinhas tinham energia solar e adorei os postes da rua, que eram alimentados com um painelzinho solar, deviam adotar isso no Brasil, ia poupar um monte de dinheiro com energia, especialmente em cidades mais secas e com menor arrecadação.
Enfim… a viagem de Calama para San Pedro é chata que dói, não se vê nada de interessante e, para algum desavisado que nunca tenha ouvido falar do deserto do atacama, iria achar que o deserto não tem nada de interessante, que é um extensão de terra monocromática sem nada para ver.
Aqui posso fazer um comparativo com a Chapada Diamantina, que vista da estrada é uma extensão de nada sem graça, mas quando se explora a pé, se descobre um paraíso maravilhoso.
A viagem chata e monótona, dormi na van, só acordei quando entrou na cidade.
Meu hostel fica na rua do cemitério, uma indicação e tanto para quem sempre se perde, esse eu não perco mais, basta perguntar a alguém onde fica o cemitério e me encontro. Rs
Depois do check in fui fazer reconhecimento da cidade. Aqui de novo dá para fazer comparativo com a chapada. A rua principal é cheia de anúncios de passeios, para os mesmos lugares, nos mesmos horários e é tanta agencia que não dá nem pra escolher.
Almocei frango com omelete de batatas e limonada (de limão mesmo) fiz meu primeiro amigo, o garçon do restaurante que falava portunhol (enquanto escrevia essas coisas todas, ele apareceu aqui no hostel e ficou surpreso de me ver e eu a ele). Ainda não vi nenhum brasileiro nesse hostel e não sei quem são minhas amigas de quarto, mas sei que tem al menos duas.
Aos poucos as pessoas estão voltando dos passeios e esta um calor inacreditável. Não dá nem pra acreditar que a noite vai esfriar.
Amanha farei meus primeiros passeios. Não sei para onde ainda, mas desconfio que serão os passeios clássicos de iniciante, para ir me ambientando.
Nota: ainda não estou sentindo os males da altitude.

10676190_1025849884097390_4113115071980943355_n

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 3 de janeiro de 2015 por em Atacama e marcado , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: